Jornalismo verdade é aqui

Skaf: “A única coisa que Doria fez para as empresas na pandemia foi aumentar impostos”

João Doria

Presidente da Fiesp criticou “falta de sensibilidade” do governador ao pregar o “fique em casa” sem ajudar empresas e trabalhadores

O presidente da Fiesp (Federação de Indústrias do Estado de São Paulo), Paulo Skaf, criticou nesta segunda-feira (22) as medidas tomadas pelo governador João Doria (PSDB) no combate à pandemia e à crise econômica no estado. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, disse que “a única coisa” que o tucano fez no decorrer do último ano foi “aumentar os impostos”.

Leia também
São Sebastião recebe medicamentos para intubação para mais 10 dias
Skaf fala em missão cumprida na Fiesp e confirma interesse nos Correios

“Lamentavelmente o que o Doria fez para as empresas foi aumentar imposto. Não deu nenhum alívio em prazos, em nada. A única atitude foi aumentar os impostos de milhares de produtos, o que prejudica a empresa e o consumidor. Até de agulhas e seringas ele aumentou! Agora tentou aumentar de ovos de Páscoa e de última hora conseguiram uma liminar para impedir. É uma falta de sensibilidade tremenda. Ele pede para todo mundo ficar em casa e não oferece nenhum cuidado às empresas. Mais uma vez, recai a incompetência do Estado”, disparou.

O empresário não chegou a criticar diretamente o isolamento social, mas afirmou que “nem sempre ficar em casa resolve o problema e ainda agrava a criserad”.

Inscreva-se no Canal do Datena no YouTube

“Há muita indisciplina das pessoas em casa. As pessoas não se contaminam nas empresas, que estão organizadas, se contaminam nas suas casas, nos encontros familiares. Vamos ser realistas: quem fica de máscara em casa? Não acontece. Quando há uma contaminação, uma pessoa passa para a família toda. Outra coisa, hoje eu saí de casa por volta das 6h e ouvi um ‘pancadão’ acontecendo na rua. As festas continuam acontecendo. Vai ver se os participantes estão de máscara. Hoje temos a economia parada, mas empresas, indústrias e comércios são seguros.”

Mesmo com as críticas ao governo do estado, Skaf, que disputou o cargo nas duas últimas eleições, evitou comentar uma eventual candidatura no pleito de 2022. “Seria um absurdo pensar em eleição neste momento.”

CONFIRA A ÍNTEGRA: