Jornalismo verdade é aqui

Sem ar-condicionado, maternidade de SP tem UTI a 33ºC e aparecimento de escorpião

Escorpião em maternidade de São Paulo

Caso absurdo aconteceu na maternidade da Vila Nova Cachoeirinha; mostramos as imagens hoje na Rádio Bandeirantes

Mostramos hoje na Rádio Bandeirantes uma nova denúncia absurda do repórter investigativo Agostinho Teixeira. Mais uma vez o problema é no Hospital Municipal Maternidade-Escola Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte de São Paulo. Há mais de uma semana, a UTI Neonatal da unidade está com o ar-condicionado quebrado, deixando recém-nascidos internados com temperaturas próximas a 33ºC, sendo que o ideal para este tipo de ambiente seria em torno de 23ºC.

Leia mais
Homem faz mulher refém dentro de estação de metrô
“Vista grossa” do Coren-SP com fiscalização em hospitais é criminosa

Vale lembrar que a UTI Neonatal é um espaço reservado para o tratamento de bebês prematuros e outros que apresentam algum tipo de problema ao nascer. Segundo relatos que recebemos de médicos e enfermeiros que trabalham ali, o calor chega a ser “insuportável” na maternidade e faz com que os bebês (atualmente 47) fiquem expostos à proliferação de bactérias.

“Está um forno lá dentro”, nos disse, por telefone, uma das atendentes. “É verdade. Está ‘um bafo’. É complicado de verdade. Nada está funcionando. Nós passamos mal, ainda temos que usar as roupas de centro cirúrgico. E os bebês fazem hipertermia, perdem calor, tem proliferação de bactérias. Tudo é um risco para eles. Agora está 33ºC, o ideal seria 23ºC. É quente de pingar de suor. Isso de manhã, imagina durante a tarde”, completou uma médica.

Quer mais um detalhe? Com o calor, o local chegou a receber a visita de um escorpião – imagem flagrada por uma paciente e enviada à nossa reportagem.

Inscreva-se no Canal do Datena no YouTube

A diretora do hospital, Miriam Ribeiro, afirmou que “o técnico já foi acionado” e “o problema está sendo solucionado”. Acontece que recebemos um áudio que teria sido enviado por ela própria a funcionários pedindo para que eles desmentissem toda a história!

“Gente, quero pedir o seguinte: larga de pensar em denúncia. Peço que desmintam. Esquece o Datena. Nem o próprio secretário da saúde [Edson Aparecido], quando ficou sabendo, deu bola para isso. Ele soube logo cedo, conversou, sabe quem eu sou, não acredita em nada disso que falam contra mim”, diz a diretora no áudio [ouça no vídeo abaixo].

Até me faltam as palavras nessas horas. São criancinhas com problemas em uma UTI que está com 10 graus a mais do que deveria! Se a criança está lá com algum problema, obviamente ele só vai agravar! São bebês! É inaceitável!

Esse já é o terceiro ou quarto problema que denunciamos na mesma maternidade. Foi lá que faltou água e equipamentos de EPI no início da pandemia, lembra? E eles acham que somos mentirosos. “Esquece o Datena” nada! Continuaremos de olho no caso e voltamos em breve com as atualizações.

ASSISTA À REPORTAGEM COMPLETA:

1 comentário

  • Datena, meu irmão foi um dos criadores da excelência que ERA a Maternidade da Cachoeirinha, onde ele dedicou parte de sua vida como médico obstetra do município. Ainda bem q ele já faleceu, p não presenciar este abandono, falta de ética e crime em um local q ele amava trabalhar e se dedicar.