Jornalismo verdade é aqui

Boulos: “Espero que todos tenham generosidade para fazer alianças em 2022”

Guilherme Boulos

Guilherme Boulos é provável candidato ao governo do estado de São Paulo na eleição de 2022

Guilherme Boulos, possível candidato ao governo de São Paulo em 2022, disse nesta quinta-feira (17) à Rádio Bandeirantes que espera que “todo mundo tenha responsabilidade e generosidade” para fazer alianças nas próximas eleições. A afirmação veio ao ser questionado sobre a indecisão do PT em apoiá-lo ou em lançar um candidato próprio no pleito.

Leia também
Freixo: “O crime organizado está de olho na eleição de 2022”

Arthur Weintraub nega “gabinete paralelo”

“O PSOL vai ter um congresso em setembro que vai poder tomar uma definição do rumo do partido em 2022. O que eu defendo é que a gente busque unidade. Ninguém sozinho vai tirar o Brasil desse pesadelo. [Defendo] unidade nacional para enfrentar o que Jair Bolsonaro representa no Brasil e o que João Doria representa em São Paulo. Agora, tem muita água para rolar ainda. Espero que todo mundo tenha responsabilidade e generosidade para fazer alianças. Acredito ainda em unidade nacional e estadual”, disse Boulos.

Segundo coluna publicada nesta semana por Mônica Bergamo, uma parte das lideranças do PT já sondou o PSOL por uma sugestão de aliança. A ideia é que Boulos desista da candidatura ao governo, apoie Fernando Haddad (PT) e receba o apoio dos petistas para se candidatar ao cargo de prefeito na eleição seguinte, em 2024.

Inscreva-se no Canal do Datena no YouTube

“O PSOL sempre teve um projeto próprio, buscando, claro, unidade com os partidos do campo progressista, de oposição a Bolsonaro e Doria. Coloquei meu nome à disposição dialogando com meu partido e com esses outros. Temos uma janela de oportunidade para acabar com a ‘capitania hereditária’ do PSDB no estado. Todo mundo está cansado. São 30 anos, e qual é o legado? O Poupatempo? Um balcão de atendimento em 30 anos? O legado é máfia de merenda, máfia de metrô, máfia do Rodoanel”, completou Boulos.

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA: