Jornalismo verdade é aqui

Por que resolvi não ser candidato na eleição de 2020

Urna eletrônica candidato eleição 2020

Neste momento, escolhi permanecer na tela da Band, a minha casa. Mas me aguardem: ainda vou entrar para a política

Está decidido: eu não serei candidato na eleição municipal deste ano. Resolvi fazer (com o maior prazer e carinho) o que a Band me pediu, depois de quase 30 anos de casa. Eu tinha que escolher entre os políticos e a família Saad. Escolhi minha casa. Preferi a história da Bandeirantes.

Vocês que me acompanham sabem que eu sempre tive vontade de entrar para a política, mas estamos enfrentando uma situação muito difícil com essa pandemia. Está difícil para todo mundo. Conversei com Johnny Saad, meu “irmão mais velho”, e ele me falou: “Datena, você é importante hoje para a gente”.

Eu gostaria de ter ajudado o Bruno Covas, atual prefeito de São Paulo que vai tentar a reeleição. Sairia, sim, em uma chapa com ele. Ou também sairia como candidato a prefeito. O MDB, partido do qual sou filiado, me deu essa opção.

Mas resolvi escolher a Band. É importante eu estar aqui. A Bandeirantes precisa dos apresentadores mais experientes para mesclar com a molecada mais nova. Esta casa sempre me deu muitas oportunidades. Chegou minha hora de retribuir.

Eu ainda vou ser candidato! Ainda vou entrar para a política! Ainda vou ficar frente a frente com esses caras que estão lá. Só estando no campo deles para fazer alguma coisa para mudar.

E já adianto que o presidente do partido me ofereceu bons projetos para as próximas eleições. Me aguardem. Na próxima eu vou.

EXPLICO MAIS AQUI:

Loading comments...