Jornalismo verdade é aqui

Vice-presidente da Fiocruz acredita em aprovação da vacina de Oxford em menos de 10 dias

Pesquisador fala sobre vacina contra covid-19

Prazo foi estipulado pela Anvisa para conclusão de análise de imunizantes para uso emergencial no país

O vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), Marco Krieger, disse nesta segunda-feira (11) em entrevista à Rádio Bandeirantes que acredita que a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) deve aprovar a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca em menos de 10 dias – prazo estipulado pela agência para conclusão da análise de imunizantes para uso emergencial no país.

Leia também
Ministro diz que “não há injustiça” em manter data do ENEM

“Não falta vacina no Brasil, falta governo”, diz sanitarista

Até o momento, Fiocruz e Instituto Butantan (responsável pela CoronaVac) já fizeram o pedido. Segundo comunicado da Anvisa, a documentação principal da fundação está completa, diferente da do instituto, em que faltaram dados.  

“Pela qualidade da documentação entregue e todo o trabalho realizado anteriormente, acreditamos que teremos sucesso em 10 dias. É até possível que seja antes. Não quero me comprometer com datas para não gerar expectativa em algo que não temos controle. Mas a situação é favorável nesse janela de 10 dias e é favorável para que iniciemos a vacinação em janeiro com 2 milhões de doses”, afirmou Krieger.

Inscreva-se no Canal do Datena no YouTube

O vice-presidente declarou ainda que “entende o tempo” da Anvisa em analisar todos os documentos com rigor, mas que, ao mesmo tempo, a sociedade deve cobrar que isso seja feito o mais rápido possível.

“A gente entende a necessidade de a sociedade receber toda a informação da forma mais célere possível, mas também entendemos nossa responsabilidade. Um dos temas debatidos é a responsabilidade que temos em oferecer a pessoas saudáveis um novo medicamento. Temos que ter garantias. A lei brasileira é clara e diz que o produtor é responsável por eventuais efeitos colaterais. Isso tem que ser avaliado por técnicos.”

“Os dados clínicos, no nosso caso, já foram avaliados por outras agências do mundo, essa análise será da forma mais rápida. O que vai tomar mais tempo é o novo local de produção [o Instituto Serum, da Índia, de onde as primeiras doses serão compradas]. Com o Butantan é diferente, o local já estava sendo avaliado, os dados é que são novos. É importante que se respeite o tempo e ao mesmo se cobre que tudo seja o mais rápido possível.”

1 comentário

  • Porque não tomar a CoronaVac que ja esta pronta para uso, tem que parar essa briga o assunto agora é vidas, e vc Datena tem que ajudar o povo e não ficar apoiando o Bolsonaro genocida