Jornalismo verdade é aqui

“Iniciativa inadequada e infeliz”, diz infectologista sobre “Virada da Vacina” em SP

Marcos Boulos

Capital paulista terá 34 horas de vacinação com apresentações de DJs e blocos de carnaval para atrair jovens

O infectologista Marcos Boulos, integrante do Centro de Contingência do Coronavírus de São Paulo, criticou nesta sexta-feira (13) a “Virada da Vacina”, evento organizado pela prefeitura da capital neste fim de semana para incentivar a imunização de jovens. De acordo com ele, a vacinação deveria ser estimulada de outras maneiras que não envolvessem possíveis aglomerações.

Leia mais
Freixo: Bolsonaro defende voto impresso para “fortalecer milícias”
Anvisa cobra responsabilidade no relaxamento de medidas

“Qualquer aglomeração é mal-vinda. Você não pode estimular a vacinação, o que é muito importante, promovendo aglomeração. Tem que ser de outra maneira. Com coisas mais criativas, distribuindo brinde, prêmios, não permitindo aglomeração. Considero uma iniciativa inadequada e infeliz neste momento”, disse à Rádio Bandeirantes.

“A aglomeração contrapõe os benefícios que a vacinação trará (…). Estamos felizmente observando uma queda nos números [de contaminações, mortes e internações por covid-19], mas, com a chegada das variantes, isso pode mudar. Basta olhar o que acontece hoje com Israel, Estados Unidos, Inglaterra”, completou.

Sobre a “Virada da Vacina”

O prefeito Ricardo Nunes anunciou nesta semana que a cidade terá 34 horas de vacinação ininterrupta para imunizar os jovens entre 18 e 21 anos. Haverá 16 postos em funcionamento (11 drive-thrus e cinco megapostos), que contarão com apresentações de DJs. Segundo Nunes, o distanciamento social será cumprido com apoio de agentes da Guarda Civil Metropolitana (GCM).

A “Virada da Vacina Sampa” começa no sábado (14) às 7h e se encerra no domingo (15) às 17h, na rede de vacinação do município.

Segundo o site da prefeitura, o evento se dará em duas etapas. No sábado, poderão se vacinar, das 7h às 19h, as pessoas de 20 e 21 anos. A partir das 19h, até as 17h de domingo, a imunização estará aberta também para público de 18 a 21 anos. Ao todo, são esperadas 600 mil pessoas nos dois dias.

MAIS DETALHES AQUI: