Jornalismo verdade é aqui

Prefeito de Araçatuba: Criminosos estão encurralados em plantações de cana

Prefeito de Araçatuba

Cidade do interior de São Paulo passou por momentos de terror nesta madrugada com ataques do “novo cangaço”

O prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PPS), acredita que os criminosos responsáveis pelos ataques desta segunda-feira (30) na cidade estão “encurralados” em regiões dominadas por plantações de cana de açúcar nos limites do município. De acordo com ele, as polícias Civil e Militar realizam buscas em locais estratégicos por terra e por ar, com auxílio de helicópteros.

Leia também
Reféns e explosivos: entenda o ataque a Araçatuba
Imagens: refém é amarrado sobre carro
Bolsonaro conversará com chefes de outros Poderes

“Nossa região é plana e predominante de plantio de cana. Para onde eles saíram, temos uma extensão larga do rio Tietê. A região não tem rodovia asfaltada, são estradas municipais de fazenda. Temos a informações de que eles estão encurralados na cana, nas matas às margens do rio”, disse o prefeito à Rádio Bandeirantes.

A quadrilha fortemente armada fez reféns e atacou três agências bancárias durante a madrugada. Ao menos três pessoas foram mortas (dois civis e um integrante do grupo) e quatro ficaram feridas. Dois criminosos foram presos. 

Imagens mostram pessoas enfileiradas em faixa de pedestres para dificultar o tráfico, além de jovens pendurados em cima de capôs de carros. Os criminosos também cercaram a sede do BAEP (Batalhão de Ações Especiais de Polícia).

O município possui cerca de 200 mil habitantes. Os ataques duraram aproximadamente duas horas entre assalto, tiroteio e fuga.

Inscreva-se no Canal do Datena no YouTube

Enquanto parte dos policiais realiza buscas pela quadrilha nos limites da cidade, outra parte atua na região central no desarme de explosivos que foram espalhados durante a ação. O prefeito de Araçatuba recomenda que os moradores da cidade fiquem em casa até que a situação seja normalizada.

“Tudo isso nos deixa muito tristes. Nossa cidade tem índices de criminalidade baixos, tem qualidade de vida, perspectiva boa para o futuro. De repente vem esses bandidos não sei de onde e planejam esse transtorno, tiram vidas de trabalhadores, criam caos. Acredito e confio na Polícia Militar, em breve, acredito que em poucas horas, vai pegar uma boa parte deles.”

O coronel Álvaro Batista Camilo, secretário de Segurança Pública em exercício de São Paulo, ressaltou que atuam em Araçatuba quatros BAEPs, dois helicópteros Águia, COE (Comando e Operações Especiais), GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais) e Polícia Civil. Ao todo, há cerca de 400 homens.

MAIS DETALHES AQUI: