Jornalismo verdade é aqui

Moradores relatam falta de fiscalização e policiamento em rodovia onde ocorreu acidente

Acidente entre ônibus e caminhão

Segundo os depoimentos, pedágios fizeram com que estrada passasse a ser utilizada como “rota alternativa”, o que aumentou o movimento

Conversamos na manhã desta quarta-feira (25) no programa Manhã Bandeirantes da Rádio Bandeirantes com moradores das cidades de Taguaí e Taquarituba, na região de Avaré, interior de São Paulo, onde aconteceu um acidente gravíssimo entre um ônibus e um caminhão. Segundo os relatos, a rodovia em que ocorreu a colisão, embora seja considerada perigosa, não possui fiscalização.

Leia também:
Pai e filha morreram em colisão na mesma rodovia no mês passado

Coordenadora: Taquarituba não tem estrutura para atender todos

“Esse trecho entre as duas cidades, Taguaí e Taquarituba, não tem fiscalização nenhuma. Nunca vi nenhuma polícia rodoviária e nem radar por ali. A rodovia é extremamente perigosa, ela é sinuosa, sempre acontece algum acidente grave. É bom falar sobre isso e jogar luz para essa realidade”, disse Luiz Carlos, morador de Taguaí.

Inscreva-se no Canal do Datena no YouTube

“Para nós é uma tristeza imensa. A cidade queria ser conhecida nacionalmente como a capital das confecções, não por um acidente trágico como esse”, lamentou ainda. “Em relação à rodovia, ela era erma anteriormente, sim, mas, com a construção de dois pedágios próximos dali, o movimento aumentou muito, principalmente com caminhões. A estrada passou a ser muito movimentada e mais perigosa. Os veículos fogem dos pedágios por ela”, concluiu.

Outro ouvinte lembrou que um homem de 34 anos e sua filha de 13 morreram em uma colisão entre um carro e uma carreta no dia 12 de outubro deste ano nessa mesma rodovia. Na ocasião, o rapaz perdeu o controle do veículo e bateu de frente com uma carreta, caindo em seguida em uma ribanceira de cerca de três metros de altura. Os dois morreram no local do acidente. Outros dois passageiros do mesmo carro sobreviveram, assim como o motorista da carreta.

Informações atualizadas sobre o acidente aqui.

COBERTURA COMPLETA:

26 comentários

  • Conheço o trecho a mais de 20 anos e mesmo com a instalação de vários pedágios a pista continua praticamente a mesmo, passaram ai uma camada de asfalto, mas não existem acostamentos ou áreas de escape, mas o pedágio esta sim ta la cobrando na cara de pau. Melhoraram tb a sinalização para avisar que exite pedágio mas as condições de utilização da rodovia continua o mesmo.

  • Durante 30 anos, o PSDB abandonou as estradas administradas pelo DER. Mal conservadas, mal sinalizadas, mas lotadas de equipamentos de radar de última geração.

    • Walmor, PSDB é um descaso total com o povo. Só privilegia as classes dominantes e pode saber que à empresa que administra as rodovias, está ganhando mundos e fundos. Mas o povo insiste em votar nesse partido que os despreza. Por isso também, são responsáveis por suas escolhas.

    • Acho que vc não conhece as outras rodovias. Temos sim, no estado, uma das melhores rodovias do País. E, pedágio, bom esse é cobrado em qualquer lugar do mundo. Mania de Brasileiro achar que PÚBLICO É IGUAL A GRATUÍTO.

  • Essa é a consequência dessa cafajestagem de inundar nossas rodovias com esses malditos e caríssimos pedágios.
    Duplicidade de arrecadação, pois já pagamos ipva.
    Governos de Serra, Alkmim e Dória são os responsáveis por isso. Não a polícia que não é onipresente.

  • É rodovia do estado ou do governo federal? Se for do governo federal o Tarcisio Gomes resolve, pode apostar. Se for do governo de São Paulo… Aí eu não sei…

  • A sinalização naquele trecho é clara. Faixa dupla amarela (que se apresenta de cor forte e chamativa) e que obviamente indica “Proibida a ultrapassagem”. Portanto, não tem nada a ver com fiscalização e colocação de radares. Tem a ver sim com uma total irresponsabilidade do condutor do veículo que cometeu uma infração gravíssima com consequências terríveis para as vítimas e para seus familiares e amigos.

  • SP é isso: ou pedágios caros ou estradas da morte. Estradas nas quais a manutenção deveria ser bancada pelos impostos que todos pagamos, IPVA inclusive.
    Sugestão de novo slogan: “Acelera SP e bata de frente”.

  • Os mesmos que votam em bolsonaros e dorias da vida, que prometem tirar radar de estrada e aumentar o limite de velocidade.
    Quando o Haddad diminuiu a velocidade nas Marginais o Datena passou 4 anos reclamando, mesmo diminuindo o acidente com vitimas fatais.

  • A falta de fiscalização, retirada de radares fixos, proibição de radares móveis, aumento nos pontos da cnh… está no país inteiro!! Em qualquer rodovia a 110 ou 120km/h (dentro do limite da via), a cada 10 ou 15 minutos aparece um doido, aloprado, a 140, 150km/h tacando farol alto e xingando… Sabemos quem incentiva isto… Certo, Datena?!!

  • Mortes devem ser sempre lamentadas!! Uma tragédia, um dia triste! Mas o que nunca escutamos falar num acidente desta proporção é de quantos passageiros estavam utilizando cinto de segurança? Porque sejamos honestos, quantas pessoas utilizam cinto de segurança em ônibus de viagens? Qual é a fiscalização existente? Aí quando tomba ou bate, estando a maioria sem cinto, não sobra quase nada. Triste!! Mas a população e os orgãos de fiscalização tem grande parcela de culpa também!

  • Pois é, vamos tirar os radares que só servem pra coletar dinheiro e deixar as pessoas se matarem em paz, afinal nosso país já tem gente demais não é mesmo?

  • O que aconteceu foiu uma fatalidade provocada exclusivamente pelo condutos do onibus. Nada tem a ver com fiscalização. Ou voces acham que se tivesse dez radares nesse trecho o acidente nao teria ocorrido. Por favor

  • A falta de educação e respeito, aliadas à imprudência, fazem acidentes deste tipo.
    Infelizmente nas estradas poucos respeitam a sinalização e velocidade.
    O que fica? apenas o choro e tristeza daqueles que perderam seu entes
    queridos.
    Pelo que ouvi, era um ônibus de pessoas que iam ao trabalho.