Jornalismo verdade é aqui

Drauzio Varella: Trump foi responsável por muitas mortes por covid-19 nos EUA

Drauzio Varella

“Uma coisa é ser presidente e pegar a doença, outra é ser pobre em um país que não tem saúde pública”, criticou o médico

O médico Drauzio Varella criticou hoje em entrevista à Rádio Bandeirantes a postura do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, no enfrentamento da pandemia do novo coronavírus. De acordo com ele, o atual líder do país foi o responsável por muitas mortes que aconteceram por lá desde o início da circulação do vírus.

“Qual foi a posição que o presidente adotou quando começou epidemia? Que tinham que defender a economia, ir para a rua sem máscara, não demonstrar medo… E ele pegou covid-19. Foi atendido em um dos melhores hospitais, lógico. Recebeu um dos tratamentos experimentais com mais chance de dar certo. Depois disse o quê? ‘Não tenham medo, peguem o vírus’. Agora, uma coisa é ser presidente e ter tudo à disposição, outra coisa é ser um pobre que vive na periferia e não tem recursos em um país que não tem saúde pública”, disse Drauzio.

Leia mais
Butantan: ministério recusar vacina chinesa seria “total absurdo”

“Anvisa não sofre interferência”, diz presidente da agência

“Ele provocou um grande mal. Foi responsável por muitas mortes que aconteceram nos Estados Unidos. Alguns grandes médicos americanos estão muito pessimistas. Dizem que podem chegar a 500 mil mortes. Ainda tem aglomerações agora em comícios… Esse vírus não quer saber da sua posição política. Ele quer se transmitir de um para outro. Ele só luta pela sobrevivência dele. É muito simples”, completou.

É por isso que nesta eleição norte-americana, cuja apuração segue em curso, o médico torce pela vitória do democrata Joe Biden.

“Eu não sou político, nunca me interessei por cargos e nunca me interessarei. Mas acompanho o que acontece. Os americanos são donos de um império, o país mais poderoso do mundo. Eles não se dão ao luxo de ter amigos, só têm interesses. Quando os interesses coincidem, são afetuosos. Quando não coincidem, partem para guerra. O Trump representa o que existe de pior na sociedade americana. Lá tem gente da melhor qualidade, o país é admirável sob muitos aspectos, na ciência, por exemplo. Mas parte da população encarna o que existe de pior. Nessa eleição, torço para o Biden ganhar.”

Drauzio: não adianta mais falar “fica em casa”

Em relação ao Brasil, o médico Drauzio Varella acredita que os governos determinarem que a população fique mais alguns meses em quarentena dentro de casa não é mais uma estratégia eficiente no combate ao coronavírus.

Inscreva-se no Canal do Datena no YouTube

“Os números vem diminuindo, felizmente, mas ainda existe um número inaceitável de mortes. Estamos com essa imagem de que a vacina vai resolver todos os problemas. Não é verdade. Não há solução a curto prazo. Não temos vacina ainda. A realidade é essa. Não provamos que nenhuma dessas mais promissoras são eficazes. Houve pessoas que tiveram a infecção, ficaram doentes e depois de meses tiveram de novo. Se a própria doença não é capaz de dar imunidade, talvez a vacina precise ser utilizada mais de uma vez, não sabemos”, disse.

“Vamos ser obrigados a conviver com o vírus por meses, talvez até anos. Por isso temos que tentar reduzir a velocidade de disseminação. Ninguém consegue manter o isolamento por muito tempo. Não adianta falar ‘fica todo mundo em casa’. Não vai mais acontecer, perdemos esse controle. Então evitem aglomerações e usem máscara. Vale para todas as camadas sociais. Se você lava as mãos, usa máscara e evita aglomeração, não pega o vírus. Colabora para controlar a epidemia. Mas se sai por aí, vai para o bar, junta todo mundo, abraça, beija… leva o vírus para casa, infecta os familiares, espalha na sociedade. Não tem sentido. É um comportamento absurdo. Uma violência contra a sociedade.”

CONFIRA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA: